domingo, 28 de fevereiro de 2016

Resenha do Livro A Menina Mais Fria de Coldtown


      No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros, são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.


      Uma mistura de terror, horror, vingança, burrice e calmaria. A vida de Tana é sem dúvida esquisita.
      Tana foi mordida pela própria mãe quando ainda era pequena, uma infectada louca por sangue para completar a transição. O trauma de ser filha de sua possível assassina ainda a acompanha e por isso ela é cuidadosa. Mas depois de uma festa, ela não teve escolha a não ser dirigir até uma cidade cercada que abriga os 'monstros' e alguns humanos que são idiotas o suficiente para viverem lá porque querem. 
      Seu 'ex-namorado' tentou mordê-la. Ele é uma graça, mas é um idiota que vive colocando ela em apuros, mas mesmo assim ela o ajuda, pois assim como ela, ele sobreviveu à noite de terror. 
      Ela ajudou um vampiro a fugir. E se envolveu com ele depois. 
      Enfrentou alguns vampiros e se deu bem na maior parte do tempo até sua irmã mais nova fazer a besteira de entrar na cidade e acabar com suas chances de sair de lá.
      No fim sobreviveu a mais horrores em uma noite que qualquer humano aguentaria.
     Ficou pedindo uma continuação, espero sinceramente que tenha. O livro merece e nós leitores também!!!

;)

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Também gosto muitíssimo das resenhas da Rô! Obrigada pela visita, desculpe por responder somente agora e feliz dia das crianças! :D

      Excluir

Interaja! Participe! Dê a sua opinião! Seu comentário é muito importante!